Japão

OLIMPÍADA: Evento teste de atletismo

Aproximadamente 420 atletas de atletismo estiveram neste domingo (9) no Estádio Nacional participando de trinta e três eventos de teste de atletismo, sendo 16 atividades para homens e 17 para mulheres.

Um grupo de cerca de 100 pessoas do lado de fora do local protestou contra os Jogos Olímpicos de Tokyo. Eles exigiram que as vidas das pessoas recebessem uma prioridade maior do que as Olimpíadas, em um momento em que médicos, enfermeiras e o sistema de saúde do país enfrentam um estresse extraordinário.

O evento de teste foi dividido em sessões diurnas e noturnas – a última sendo como um torneio de ouro do World Athletics Continental Tour.

Os organizadores originalmente queriam a presença de fãs, mas isso foi antes de um ressurgimento das infecções levar à declaração de um novo estado de emergência no dia 12 de abril.

O presidente do Mundial de Atletismo, Sebastian Coe, participou do evento e mostrou um tom positivo, dizendo que ficou animado com o sucesso do Revezamento Mundial de Atletismo do último fim de semana na Polônia.

“Eu entendo que atletas vindo para um evento-teste é muito diferente de milhares de esportistas que estarão nesta cidade durante os meses de verão. Mas (na Polônia) tínhamos 31 países participando, tivemos 700 competidores, e nenhum desses competidores partiu depois de ter testado positivo e os protocolos e os sistemas em vigor eram claros “, disse Coe.

“Não haverá uma federação de atletismo que não entenda a importância de seguir as regras e regulamentos que nós mesmos estabelecemos em conjunto com as autoridades locais e de saúde pública.”

Nos 100 metros masculinos, o medalhista de ouro das Olimpíadas de Atenas em 2004, Justin Gatlin, dos Estados Unidos, de 39 anos, saiu na frente depois de marcar 10,24 segundos, superando Shuhei Tada do Japão por 0,02.

Fonte: Kyodo

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top