Japão

REFÉM MORRE após 11 horas de impasse

Um homem de 66 anos atacou três trabalhadores médicos que visitavam sua casa perto de Tokyo na noite de quinta-feira (27), atirando em dois deles com uma arma de caça, incluindo um médico que foi feito refém e depois confirmado morto, informou a polícia.

O impasse de 11 horas chegou ao fim na manhã de sexta-feira depois que a polícia invadiu a casa em Fujimino, na província de Saitama, e prendeu Hiroshi Watanabe por tentativa de assassinato.

O refém morto era o médico Junichi Suzuki, de 44 anos. O fisioterapeuta de 41 anos que o acompanhava, que também foi baleado, permanece inconsciente.

Os três visitaram a casa por volta das 21h de quinta-feira, aparentemente para expressar condolências pela morte da mãe do suspeito no dia anterior. Eles estavam encarregados dos cuidados médicos domiciliares para a mulher, disseram fontes investigativas.

O terceiro trabalhador médico também foi levado para um hospital depois de ser ferido com spray de gás lacrimogêneo.

O suspeito foi citado pelas fontes investigativas dizendo que estava indignado com a qualidade do atendimento de sua mãe pela equipe médica e havia solicitado a visita.

A polícia disse que encontrou duas armas de caça em sua casa.

Um morador do bairro chamou a polícia depois de ouvir estrondos altos. Equipes de emergência também receberam um chamado de uma pessoa que disse que duas pessoas foram baleadas.

A polícia conversou com Watanabe por telefone durante o impasse. Ele não fez nenhuma exigência específica, disseram eles, citando-o dizendo que o refém estava “bem” e que “eu quero ajudá-lo. Por favor, salve-o”.

Segundo vizinhos, Watanabe morava com a mãe acamada e tinha pouco contato com eles.

Watanabe se mudou para a área com sua mãe há vários anos, disse um homem de 91 anos do bairro. Ele lembrou que Watanabe disse que não podia participar de atividades comunitárias porque tinha que cuidar de sua mãe.

 

Fonte: Kyodo     |     Foto: Kyodo

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top