Japão

Professor preso por AGRESSÃO SEXUAL em sala de aula

A polícia de Tokyo prendeu um professor primário de 29 anos sob suspeita de agredir sexualmente uma estudante.

De acordo com a polícia, o incidente ocorreu em uma sala de aula, relatou Sankei Shimbun.

O suspeito, Yoshiyuki Takahashi, é acusado de trancar a menina dentro de uma sala de aula entre meados de outubro e início de dezembro do ano passado. A polícia disse que ele teria apalpado os seios da menina e a agredido sexualmente. Ele também tirou fotos do corpo dela.

Takahashi admitiu a acusação e citou-o dizendo: “Não pude suprimir meus desejos sexuais”.

A polícia disse que Takahashi atraiu a menina para a sala de aula vazia, dizendo que lhe daria um carimbo se ela fosse lá depois que as aulas terminassem. Ele então trancou a sala de aula.

A menina disse à polícia que, após o incidente, ela estava com muito medo de contar a alguém o que aconteceu. No entanto, em maio deste ano, ela encontrou Takahashi perto de sua casa. Ele disse que queria que ela o acompanhasse para que ele pudesse se desculpar com ela, que recusou e contou a um amigo sobre o incidente.

O amigo entrou em contato com a escola da garota.

A polícia disse que várias outras estudantes do sexo feminino se apresentaram e relataram incidentes semelhantes cometidos por Takahashi.

Fonte: Japan Today     |     Foto: Kyodo

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top