Entrevista

Oscar Nakasato lança “Nihonjin” em Hamamatsu com noite de autógrafos

O escritor nipo-brasileiro Oscar Nakasato, 59, lançou seu livro NIHONJIN com noite de autógrafos, na Livraria Yajimaya, de Hamamatsu (Shizuoka) na terça-feira, 5 de julho.
Paranaense de Maringá, o autor com seu livro foi o grande vencedor do Prêmio Jabuti de 2012, na categoria romance.
“Nihonjin” é uma obra de ficção que narra a saga de Hideo Inabata e sua família, que chegou ao Brasil como imigrantes japoneses, na segunda década do século 20. No transcorrer da narrativa são abordados os choques culturais e as dificuldades de adaptação, próprias da condição de imigrantes.

O Cônsul do Brasil em Hamamatsu, Aldemo Garcia, agradeceu aos presentes e à livraria Yajimaya pela contribuição e difusão da cultura brasileira, aprofundando os vínculos de amizade entre as duas nações.
O escritor Nakasato lembrou aos presentes que o cenário atual dos dekasseguis “é semelhante ao vivido pelos nossos avós imigrantes do início do século 20, porém, o sofrimento deve ser menor em função, principalmente, da facilidade de comunicação com o Brasil”.

“Penso que talvez nossos avós nunca se sentiram em casa ao viverem no Brasil. Meus quatro avós chegaram com menos de 20 anos de idade e faleceram todos com mais de 80 anos, ou seja, viveram mais de 60 anos no Brasil sem nunca se sentirem em casa”, explica o autor.
“Tenho receio de que algo semelhante a que nossos avós passaram no Brasil, os dekasseguis também passem no Japão. Dessa forma, gostaria de que todos os estrangeiros residentes no Japão, tenham condições de se sentirem em casa, pois a realidade das imigrações e da multiculturalidade é uma questão para o qual não podemos fechar os olhos, para que vejamos menos situações de xenofobias no mundo todo “, argumenta Nakasato.
Compareceram ao evento os seguintes convidados especiais do Consulado: Shigeki Osada (vice-prefeito de Hamamatsu), Daisuke Inaba (vereador), Toshio Yokoyama (presidente e reitor da Universidade SUAC), Shunta Mori (vice-reitor da SUAC), Hiroshi Anma (diretor-executivo da Fundação Internacional de Hamamatsu – HICE) e Shin-Itiro Saito (presidente da livraria Yajimaya).
Texto: Osny Arashiro
Fotos: Fabio Chey

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top