Japão

MOS BURGER sem batatas

Desta vez, não é o McDonald’s Japão com notícias tristes para os clientes, mas seu rival Mos Burger  anunciou que desde o dia 10 de fevereiro, suspendeu as vendas de pedidos de fritas pequenas e grandes.

As vendas de “conjuntos de bebidas de batata” e pacotes de variedades da Mos, que também incluem batatas fritas, também foram suspensas.

O motivo da decisão são as linhas de abastecimento prejudicadas e a falta de batatas. De acordo com seu site, a Mos importa as batatas do Canadá e dos EUA, e a empresa está citando as complicações contínuas da pandemia de coronavírus e o clima inclemente como os problemas com os quais está lidando. Esses eram os mesmos problemas que o McDonald’s estava enfrentando, mas aparentemente Mos começou a sentir os efeitos mais tarde, ou foi menos rápido em encontrar uma solução.

No entanto, ainda existem duas maneiras de os clientes comprarem as  batatas fritas do Mos Burger. Uma é através do seu “onipote”, um pedido de acompanhamento de anéis de cebola mistos e batatas fritas.

E as batatas fritas também estarão disponíveis como parte do Mos’ Waiwai Sets, que é o que chama de refeições infantis. Essa parece ser a prioridade certa, porque ter que ficar sem batatas fritas é uma tensão psicológica intensa demais para impor às mentes dos jovens.

 

Fonte: Mos Burger     |     Foto: Sora News 24

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top