Crime

Menino de 10 anos Assassinado

MENINO DE 10 ANOS ENCONTRADO MORTO EM CASA FOI LIBERADO PELO CONSELHO TUTELAR DO JAPÃO, MÊS PASSADO
Uma mulher de 40 anos e um menino de 10 anos foram encontrados esfaqueados num apartamento na cidade de Yasugi (Shimane).
A polícia está investigando o caso mas tudo indica que a mãe matou o filho e tentou cometer suicídio porque as janelas e as portas estavam trancadas.
Na manhã do dia 2, um funcionário da prefeitura foi ao apartamento porque o menino havia faltado a escola nesse dia e ao entrar na residência, encontrou os dois caídos. O menino já estava morto e a mãe foi levada ao hospital, mas continua inconsciente em estado grave.
O que chama a atenção desse caso é que em setembro deste ano, o Centro de Atendimento ao Menor, o Conselho Tutelar do Japão (Jidousoudanjo), recebeu uma denúncia de maus-tratos contra a mãe e retirou a guarda temporiariamente. Segundo a denúncia, ela não alimentava o filho de forma adequada.
Após várias entrevistas e consultas, verificaram que a possibilidade de maus-tratos era baixa e devolveram a guarda do menino à mãe, no dia 25 de novembro. O Jidousoudanjo decidiu apoiar a mãe para que o filho pudesse ter uma vida normal.
O menino era estudante do quarto ano, de uma escola primária em Yasugi, e frequentou as aulas normalmente. Durante este período, consultas telefônicas estavam sendo feitas com a mãe mas não perceberam nenhuma mudança de comportamento.
A escola está realizando consultas psicológicas com os alunos que ficaram abalados com a notícia.
Segundo o proprietário do apartamento, o pagamento do aluguel não foi depositado e a mãe havia explicado que o marido estava internado.
Durante a coletiva de imprensa, Hitoshi Ota, diretor do Jidousoudanjo de Chuo, disse: “É muito decepcionante termos sido incapazes de prever essa situação, apesar de termos vários serviços de assistência social e de cooperação com escolas e prefeituras”. Por outro lado, em relação a retirada da proteção temporária, declarou: “Penso que a decisão foi apropriada porque estabelecemos um serviço que permite que mães e filhos vivam de maneira estável”.
Fonte: NHK News

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2019 MCOM K.K.

To Top