Japão

Kishida alerta sobre queda da taxa de natalidade

O primeiro-ministro Fumio Kishida, alertou nesta segunda-feira (23), que o Japão está “à beira” de perder sua função social devido ao rápido declínio da taxa de natalidade, prometendo focar nas políticas de criação de filhos como o item mais urgente da agenda deste ano.

O discurso de Kishida ocorre depois que uma estimativa do governo divulgada em dezembro mostrou que os nascimentos anuais no Japão provavelmente caíram abaixo de 800.000 pela primeira vez em 2022.

Chamando as políticas destinadas a facilitar a criação dos filhos de “o investimento mais eficaz para o futuro”, Kishida prometeu “criar uma economia e uma sociedade voltadas para as crianças” para reverter a queda na taxa de natalidade do país, que está prejudicando o crescimento da produtividade a longo prazo.

Está programado para ser lançado em abril, a Agência de Crianças e Famílias, um novo órgão governamental para supervisionar as políticas infantis. Kishida disse que seu governo traçará um esboço de um plano até junho para dobrar o orçamento relacionado à criação de filhos no futuro. 

 

 

Fonte: Mainichi     

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top