Japão

Japão incentivará atendimento médico on-line

O Ministério da Saúde do Japão informou que pessoas com baixo risco de desenvolver sintomas graves de coronavírus serão incentivados a usar kits de teste em casa e serviços médicos online neste inverno, quando se espera que a COVID-19 e a gripe sazonal se espalhem simultaneamente.

As medidas, que assumem um pico de 750.000 casos por dia, buscam diminuir a carga sobre os hospitais e priorizar o atendimento médico aos idosos em meio a alertas de outro surto de vírus durante os próximos meses mais frios.

O primeiro-ministro, Fumio Kishida, enfatizou em uma reunião de revisão do governo envolvendo funcionários do Ministério da Saúde, a necessidade de “preparações preventivas”, pedindo à Associação Médica do Japão e outras organizações que cooperem na distribuição de vacinas e melhorem o sistema de saúde.

O governo prevê que as infecções por COVID-19 e gripe atingirão um pico de 450.000 casos e 300.000 casos por dia, respectivamente.

Enquanto os idosos e outras pessoas com alto risco de desenvolver sintomas graves serão incentivados a visitar instituições médicas, outros de grupos de baixo risco com teste negativo para COVID-19 em casa serão solicitados a usar serviços médicos on-line ou consultar seu médico de família.

Medicamentos para gripe auto-administrados também serão prescritos conforme necessário.

Caso teste positivo para COVID-19, será necessário entrar em contato com o centro de saúde local e se isolar em casa.

O governo começou a considerar medidas para evitar que as clínicas ambulatoriais de febre fiquem sobrecarregadas depois que um painel de especialistas do Ministério da Saúde divulgou um relatório em 5 de outubro afirmando que há uma “possibilidade extremamente alta” de COVID-19 e da gripe sazonal se espalhar.

Fonte/Foto: Kyodo

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top