Internacional

G-7 pressiona a China a cumprir responsabilidades

Os ministros das Relações Exteriores do Grupo dos Sete (G7), as principais nações industrializadas, pressionaram a China nesta quarta-feira (5) a “assumir e cumprir obrigações e responsabilidades” proporcionais ao papel econômico global.

Em uma declaração conjunta adotada no final da reunião de três dias em Londres, os ministros da Grã-Bretanha, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos, bem como um representante da União Europeia, também apelaram China para “respeitar os direitos humanos e as liberdades fundamentais.”

“Continuamos profundamente preocupados com as violações e abusos dos direitos humanos” na região autônoma uigur de Xinjiang e no Tibete, disseram eles.

Os ministros pediram à Coréia do Norte que “se abstenha de ações provocativas” e “se envolva em um processo diplomático com o objetivo explícito de desnuclea00rização”. Pyongyang também foi solicitada a resolver o problema dos sequestros imediatamente.

Observando que a reunião ocorreu “em um momento crítico”, com a democracia sob pressão global e a nova pandemia de coronavírus apresentando desafios globais, os ministros enfatizaram o compromisso de “fortalecer sociedades abertas, valores compartilhados e a ordem internacional baseada em regras”.

 

Fonte: Jiji Press   |   Foto: Kyodo

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top