Japão

Forçou criança deficiente a comer até vomitar

Uma funcionária do centro de cuidados que oferece suporte a crianças com deficiência de Ota, na província de Gunma, supostamente forçou uma criança a comer a ponto de vomitar, entre outros abusos. O fato ocorreu em meados de janeiro deste ano. 

A mãe da criança notou hematomas no corpo e denunciou à prefeitura de Ota. 

A creche atende cerca de 30 crianças em idade pré-escolar, a partir de 2 anos de idade, divididas em quatro turmas, cada uma delas atendida por três funcionários.

O operador do centro de atendimento confirmou os hematomas e contatou a prefeitura e a polícia. A istalação realizou uma reunião para informar os pais sobre a situação nesta terça-feira (17).

A funcionária está de licença e disse que pretende se demitir. O gerente enfatizou que a unidade está trabalhando para evitar que isso aconteça novamente, como treinamento dos funcionários e instalação de câmeras de segurança.

 

Fonte: Mainichi   /   Foto: Mainichi/Jo Kamiuse

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top