Japão

Escola de ANIME da Netflix

Com um conjunto de lápis e uma pena para varrer o pó da borracha, Hitomi Tateno está treinando a próxima geração de artistas de anime em uma nova academia financiada pela Netflix, enquanto a demanda global pelo gênero japonês aumenta.

Do triunfo de bilheteria “Demon Slayer” à recente sensação em Cannes “Belle”, o anime abandonou sua reputação como uma subcultura geek, atraindo novos fãs durante a pandemia.

George Wada, presidente da maior produtora de anime WIT Studio, que está realizando o treinamento com a Netflix, compara-o a outras trilhas rápidas em setores exigentes.

“Se você se tornar um aprendiz de um grande chef de sushi, pode levar anos para dominar todas as receitas, mas você pode ir para uma academia de sushi e terminar todo o currículo em um ano”, explicou.

O curso de seis meses enfoca a arte “intermediária” da arte dos animes.

A empresa espera que a academia “ajude o futuro dos animadores japoneses a espalhar suas asas pelo mundo por meio de seus trabalhos”, com planos eventuais de expandir e oferecer faixas em outras especialidades de animação.

FONTE: JAPAN TODAY     /     FOTO: AFP

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top