Japão

Cresce casos de bêbados com e-scooters

O Japão viu recentemente um aumento acentuado no número de pessoas sendo flagradas andando com scooters elétricas sob a influência de álcool, em meio à crescente popularidade dos veículos.

As e-scooters se difundiram nas áreas metropolitanas por meio de serviços de aluguel e compartilhamento como um meio de transporte barato e fácil, inclusive para pessoas que perdem os últimos trens, mas não querem pagar táxis para voltar para casa.

Em Tokyo, a polícia investigou 39 casos de direção perigosa por embriaguês ligados as e-scooters nos nove meses até setembro.

O Japão revisou sua lei de trânsito em abril, eliminando a necessidade de uma licença para andar com as e-scoters com velocidade máxima de 20 quilômetros por hora, bem como a exigência do uso de capacetes.

Os regulamentos relaxados atualmente em vigor em caráter experimental, entrarão em vigor formalmente dentro de dois anos.

O governo central vem realizando testes para determinar a segurança desses veículos sem capacetes.

Fonte/Foto: Kyodo  

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top