Japão

Casos de COVID-19 caem enquanto mortes permanecem altas

Novos casos de COVID-19 estão caindo pela primeira vez em dois meses e meio, embora os relatos de mortes continuem altos, informou um painel de especialistas do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar nesta terça-feira (17 ).

O Japão permanece no meio da oitava onda de infecções e cerca de 900.000 casos foram registrados em todo o país na semana iniciada em 10 de janeiro, uma queda de 25% em relação à semana anterior, quando foram registrados cerca de 1,19 milhão de casos.

O Ministério da Saúde registrou 357 mortes em um único dia em 17 de janeiro, superando o pico de 347 mortes registrado durante a sétima onda. Foram 670 casos com sintomas graves até 17 de janeiro, superando também o recorde anterior de 646 casos registrados em meio à sétima onda.

Quanto ao motivo pelo qual a oitava onda trouxe mais mortes do que a sétima onda, Katsunobu Kato, ministro da saúde, trabalho e bem-estar, disse: “Pessoas com 80 anos ou mais representam uma proporção maior entre os infectados em comparação com o verão passado”.

 

Fonte: Asahi

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2020 MCOM K.K.

To Top