Japão

Calor no Japão mata 11 pessoas e deixa milhares de pessoas doentes

A forte onde de calor nas últimas semanas no Japão, matou 11 pessoas e mais de 5 mil foram parar nos hospitais com problemas de saúde devido às altas temperaturas em todo o País.

A maioria são idosos e segundo a Agência de Gestão de Incêndios e Desastres, o número de pacientes em hospitais quase triplicou em relação à semana anterior. Das 5.664 pessoas levadas aos hospitais, 119 apresentaram sintomas graves e tiveram que ser internadas por três semanas,  outras 1.792 tiveram sintomas moderados.

De acordo com a Agencia de Notícias Kyodo News, as 11 mortes ocorreram em áreas diferentes, das 47 províncias do Japão. A região de Aichi -Ken foi que teve maior número de pacientes, com 392 internados, seguido por Osaka com 388 e em seguida Tokyo com 299.

A brasileira Nilce Kanashiro, 39 anos, afirma que o calor no Japão sempre foi muito seco, mas que está cada vez mais forte. “Está cada dia mais quente, acredito que seja pelo aquecimento global. A natureza não está instável, a poucos dias estava fazendo até frio e de repente esse calor”, disse.

Para amenizar as altas temperaturas, Nilce que veio de Peruíbe – Litoral sul de São Paulo, e reside no Japão há 23 anos, procura se manter hidratada  evitando ao máximo a exposição ao sol. “Eu sempre tive problemas com o sol, por ter a pele muito branca, quando fico muito exposta ao sol tenho frete altíssima. Bebo muita água e só saio de casa com uma garrafa de água”, conta.

Em agosto do ano passado, a onda de calor no Japão matou mais de 130 pessoas, a maioria idosos que se se recusavam a ligar o ar condicionado. As altas temperaturas devem continuar até o começo de setembro, quando devem ser amenizadas com a chegada do outono.

Na manhã desta quarta-feira (31/7),  em Aichi, os termômetros registravam 34º com sensação térmica de 37º.

Japão Aqui e o brasileiro cada vez mais “japonês”. De refugiado econômico a imigrante nipo-brasileiro, fizemos o caminho inverso dos japoneses que atravessaram oceanos após a segunda guerra mundial.

Em 2007 após atingir a marca de 316.000 brasileiros oficialmente residentes no Japão o “Lehman shock” em 2008, esvaziou nossa comunidade em cerca de 140.000 pessoas, nos anos que se seguiram. Hoje em 2019, voltamos a crescer atingindo a marca de 193.798 brasileiros residentes (junho-2018 / Ministry of Internal Affairs and Communications).

Japão Aqui tem bloggers e tradutores com a missão de facilitar o entendimento das notícias japonesas.

Copyright © 2019 MCOM K.K.

To Top